terça-feira, 14 de julho de 2015

O Hobbit: Bilbo é o cara e Smaug é sensacional!

Depois de muito postergar este livro, tomei coragem e consegui lê-lo. Eu tinha medo de que fosse uma leitura massante e me surpreendi com o resultado.
A primeira vez que li uma obra de Tolkien, tive a impressão de que era uma leitura difícil. Bom, para os meu 15, talvez 16 anos, foi uma experiência bem diferente do que eu estava acostumado a ler e toda vez que vou ler alguma coisa dele, tenho essa sensação. Isso já se provou um mito, mas acabo sempre me iludindo. Sou um mero mortal...
O Hobbit é um livro incrível, tanto pela sua ótima história, quanto pela facilidade de sua leitura. Tolkien escreve muito bem e consegue nos levar pelas aventuras descritas por suas palavras. É muito fácil se perder pela Terra Média e encarar alguns orcs junto com Bilbo, Bifur e Bombur e todos os outros anões (não consigo lembrar o nome de todos e sempre me confundo). As descrições que ele faz, independente da simplicidade, consegue criar um universo muito fácil de imaginar.
A história é o melhor de tudo, com um desenvolvimento muito bem feito e com personagens substanciais. Tolkien fez um trabalho muito bem feito, conseguindo cuidar de todos os aspectos do livro, sem deixar pontas soltas e personagens caricatos. O mundo criado para os livro de Tolkien é simplesmente fantástico!
Tanto Bilbo, quanto Gandalf, ou qualquer um dos anões, são muito bem elaborados e são ótimos. O humor e o perigo empregados nas situações em que eles se metem são sempre na medida certa, nunca sendo exagerado demais, ou de menos. Até o próprio Smaug é um personagem ótimo! Adorei aquele dragão!
Nesta história, Bilbo se aventura pela Terra Média, juntamente com sua comitiva, formada por anões e por Gandalf, a fim de recuperar o antigo lar e tesouro dos anões, que está sob os cuidados de um dragão: Smaug.
O livro é extremamente recomendado para quem gostou de O Senhor dos Anéis, e para quem gosta de uma aventura fantástica bem escrita, com um bom desenvolvimento e personagens ótimos. Eu adorei essa aventura, assim como adorei O Senhor dos Anéis. Agora posso assistir aos filmes, finalmente, e ser uma pessoa normal :p
Conte-nos, o que achou desse livro?
Até a próxima página!

sábado, 11 de julho de 2015

Blog Paginando: 1 ano!

Há 1 ano, surgiu uma ideia e a vontade de falar de livros. Há 1 ano, nasceu o Blog Paginando, e nesse 1 ano o blog conseguiu ficar ativo, com postagens e visitas contínuas. Há 1 ano, surgiram amizades e conversas legais, que foram muito bem vindas.
Nosso blog (porque o blog é de todos nós) está de aniversário e não poderíamos deixar a data passar em branco, então queremos agradecer pela sua amizade, suas visitas e seus comentários. Muitos poderiam querer uma promoção ou algo do tipo para esta comemoração, mas aqui todo mundo é de casa e a festa é só com diversão, sem montes e montes de questões para responder ou regras para seguir e formulários para preencher. Os sorteios e presentes podem ficar para mais tarde.
O post hoje é curto, mas é para agradecer seu carinho e atenção. Muito obrigado e parabéns para o Blog Paginando!

Até a próxima página!!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Um passeio pelo circo

O Circo da Noite, de Erin Morgenstern, é uma obra bastante diferente, que transporta o leitor para dentro de um incrível circo monocromático, com atrações fantásticas e um enredo um tanto comum, que consegue divertir em muitos momentos e criar expectativas pelo o que está por vir, mas que passa rápido demais pelos acontecimentos e se torna o livro um pouco desinteressante.
Antes de mais nada, é um romance atual que utiliza de recursos fantásticos, como magia. Desde o início, ficamos sabendo o que teremos no final, mas isso não prejudica o desenvolvimento da leitura, pois a autora faz uma mistura de acontecimentos em tempos diferentes, fazendo um amontoado de coisas que resolvem e explicam seu final.
A inclusão de textos contados especialmente para o leitor, assim como a adição de notas de um personagem, ou mesmo utilizando citações de outros autores, tornam a experiência um pouco mais divertida, fazendo com que o leitor se sinta inserido na trama toda.
Os personagens são um pouco carismáticos e cheios de mistérios. Alguns deles, conhecemos desde que são pequenos, e outros, somente quando estão em uma fase determinada de suas vidas. Contudo, o livro parece ser mais sobre o circo em si, do que sobre seus personagens.
É perceptível como a imaginação da autora é muito fértil, devido aos ambientes criados para este livro, misturando magia e realidade. Este fator ajuda na fascinação que é o circo e o porque as pessoas adoram visitá-lo.
A história parte do princípio de que há uma competição entre dois mágicos, que escolhem alguém para representá-los, e somente um pode ser vencedor. O circo é o cenário da competição e os escolhidos devem praticar sua magia a fim de ser melhor que o outro. A diferença é que eles não se conhecem, pelo menos a princípio, e não sabem com quem estão competindo. Envolvendo muitas pessoas nessa disputa, ambos os competidores devem tentar manter os demais seguros enquanto tentam vencer seu oponente.
Achei um livro bacana, mas que teve momentos que não achei que foram muito legais. O final é um pouco previsível, pelo menos aos mais atentos, e não inova muito. Acho que o desenrolar dos acontecimentos no meio da história e as descrições do circo, e suas atrações, são o mais interessante de tudo, mesmo que alguns fatos desencadeados próximos ao final sejam interessantes.
O que eu mais gostei mesmo foi do visual do livro, com muitos detalhes, páginas diferentes, e uma capa bem bonita. Acho que a capa foi o recurso que me levou a comprar este livro, e por isso fica bonito na estante. Ah!, também teve uma boa revisão :)

Alguém aqui já leu O Circo da Noite?
Até a próxima página!

sábado, 4 de julho de 2015

Leituras de Junho + Atualizações

Oi Julho. Que bom ver você?! Início de mês novo significa que tem mais um leituras do mês. E para este post, vou falar o que comprei neste último mês. Vou tentar ser breve, para não fazer um textão.

Os livros lidos foram poucos, mas foram muito bons.
Concluí a leitura de O Nome do Vento, livro de estréia de Patrick Rothfuss, que é uma aventura fantástica incrível, cheia de elementos interessantes e com uma narrativa ótima! Uma história que vale muito a pena ser lida e foi uma das minhas melhores leituras dos últimos tempos. Teve post aqui no blog e o link estará lá embaixo.
Outra leitura que fiz foi Contos de Fantasmas, de Daniel Defoe. O livro é um compilado de contos de fantasmas, como o título sugere, e só isso. Os contos não são muito interessantes e não transmitem nenhuma sensação que lembre medo. Nem mesmo em uma noite numa roda de amigos, em volta a uma fogueira, esses contos fariam alguém se arrepiar. Porém são bem escritos. Achei fraco, mas...
O Circo da Noite, livro de estreia de Erin Morgenstern, foi o último livro concluído em junho. Uma história ótima, com uma ambientação fantástica e incrível, mexendo com o imaginário do leitor, inserindo-o em um mundo completamente mágico. A trama traz alguns pontos logo no início, que são levados até seu final. As perguntas são respondidas e todos os elementos estão ligados em alguma coisa. O final do livro foi bem bacana, levando-nos a olhar novamente a primeira página do livro. Adorei.
Ainda estou lendo o e-book A Imagem, de Joel G. Gomes. Estou adorando a história, mas quis dar prioridade aos livros que estão em minha meta de leitura, mas prometo concluí-lo em seguida e comentar sobre ele aqui no blog.

Também aconteceu de, neste último mês, eu gastar um pouco com livros. Minhas compras foram as seguintes:
Os Goonies - Steven Spielberg, que comprei porque eu estava namorando este livro há muito tempo e achei que eu merecia ele. É a edição especial, então, vem com um mapa lindo!
Maze Runner: Prova de Fogo - James Dashner. Comprei antes que saia a edição com a capa do filme (que geralmente não gosto) e as edições com a capa tradicional saia de circulação.
A Última Canção de Bilbo - JRR Tolkien, porque eu adoro Tolkien e estou comprando tudo o que ele escreveu. Esse cara é genial e não posso ficar sem ler seus livros.
A Música do Silêncio - Patrick Rothfuss, que comprei porque adorei O Nome do Vento, e este volume é sobre uma personagem que estava envolvida na trama.
Trilogia Legend - Marie Lu, com os livros Legend, Prodigy e Champion. Comprei porque gosto de distopias e quero ver o que esta trará.

Os posts publicados aqui no blog foram:
Qual o nome do vento?

Estou tentando publicar mais, mas estou com pouco tempo, como expliquei no post Mudanças (link acima). Vou tentar, prometo.
Quais livros você leu em junho? Gostou mais de qual?
Até a próxima página! :)
diHITT - Notícias