quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Jogos Vorazes: A Esperança - parte 1 - Comentários

Jogos Vorazes: A Esperança - parte 1 teve pré-estréia às 00:01 desta quarta-feira aqui no Brasil, sendo o primeiro país a receber o filme, 2 dias antes da estréia nos Estados Unidos. E eu, Bruno, fui assistir o filme. Vejamos o que eu achei...

Comprei meu ingresso no dia que iniciaram as vendas, então garanti um pôster, que você pode conferir aqui, e começou a espera pelo grande dia. Cada vez que se aproximava da data, ficava mais ansioso, mas não estava criando grandes expectativas, pois o terceiro livro não é o meu preferido, mas mantinha um certo grau de expectativa. Até que chegou o dia tão esperado.
O filme iniciaria às 00:01 desta quarta-feira, 19, então cheguei ao cinema quase 1 hora antes. Ao chegar já havia muitas pessoas na espera. Comprei pipoca e um porta copo especial do filme (ao lado), presentinho pra mim *-* Tirei uma fotinho com o pôster promocional do filme, que você pode conferir clicando aqui (a propósito, quem não me segue no instagram, trate de me seguir lá :p ), e fui pra fila. Esperei até 23:40, hora em que abriram a sala.
Nessa hora, já havia uma fila enorme, com direito até a cosplayers de Katniss e Peeta. A grande diferença era que quem representava a Katniss era um menino e não tinha trança. Mas estava de arco e flecha, assim como o menino vestido de Peeta carregava um cesto de pães. Foi bem engraçado!
Ao entrar no cinema, todos se sentaram, mas as conversas tomaram conta do lugar. Quase todas as poltronas foram ocupadas e achei que teria muitas conversas durante o filme, mas a sessão foi bem tranquila. Como esperado, o filme começou poucos minutos após o horário marcado, e quando iniciou, silêncio total! Todos concentrados no filme.
Bom, vamos para um pequeno resumo do que foi o filme:

O último filme terminou com o salvamento de Katniss pelo aerodeslizador e terminou com eles ali. Este filme inicia com eles já no Distrito 13, e até 1 hora mais ou menos de filme, estamos sendo inseridos no esquema político do 13, conhecendo seus lugares, enxergando os sofrimentos de Katniss e a revolta de todos dali. Inclusive o primeiro contato da protagonista com seu antigo distrito. Após começam as gravações dos prontopops, as transmissões da Capital e as visitas aos outros distritos, além de cenas mostrando que os outros distritos estão realmente engajados com a causa dos "radicais". Então temos a parte final, onde há a tentativa de resgate dos tributos.

E agora o que eu achei:
O filme está bastante fiel ao livro, assim como os anteriores. Há falas idênticas e os atores estão incríveis. Jennifer Lawrence consegue passar seu sofrimento em quase todas as cenas de tristeza. Josh Hutcherson está fantástico, mais uma vez, como Peeta e Julianne Moore é a Alma Coin. Elizabeth Banks, Woody Harrelson, Jeffrey Wright e Liam Hemsworth estão ótimos também, e é incrível o quão nostálgico eu fiquei vendo todos esses personagens retornarem com suas características únicas.
Achei a produção do filme muito boa e a fotografia incrível também. Os efeitos especiais estão muito bons. A trilha sonora está maravilhosa, mas algumas cenas fazem o público levar alguns sustos também, como em cortes onde algumas cenas já iniciam com um estrondo bastante alto, ou em cenas em que está tudo tranquilo e, por acontecer determinada coisa, o barulho é bem alto e inesperado também, como é o caso de algumas explosões.
Katniss volta a ser cantora nesse filme, mas agora ela canta um hino que acaba sendo utilizado para uma das cenas de ação mais legais do filme. Estranhei ela cantando de início, mas depois acostumei e acabei gostando.
As cenas de ação e drama são bem equilibradas. Há boas doses de humor em praticamente todo o filme, o que fez o público inteiro da sala rir em conjunto diversas vezes. As piadas de Effie e de Haymitch são hilárias, até a própria Katniss protagoniza cenas muito engraçadas ao longo do filme, inclusive quando grava o primeiro prontopop, a cena mais engraçada do filme.
Essa mescla de ação e drama, com essas pitadas de humor, além das ótimas atuações e da incrível adaptação, tornaram o filme muito acima das minhas expectativas. Me senti aliviado ao sair do cinema. Como meu palpite sobre o terceiro livro não é melhor que os outros 2, achei que me decepcionaria um pouco ao ver o filme dele, mas esta primeira parte foi muito boa. Não é o melhor filme da série, que na minha humilde opinião é Em Chamas, mas ficou no mesmo nível de qualidade dos três já lançados.
O corte do filme se faz mostrando uma cena bastante perturbadora para Katniss, e para o expectador também. Não vou revelar, mas é insano, de certa forma. E no fim da sessão, onde o filme durou em torno de 2 horas e 10 minutos, mais ou menos, várias pessoas ficaram até o final dos créditos, algo entre 5 e 10 minutos. E eu também fiquei. Nossa esperança olha o trocadilho era ver alguma cena especial pós créditos ou ver o novo emblema do tordo, além de ter certeza de que não iríamos perder nada. E foi compensado. Após todos os créditos do filme, todos mesmo, até passar o logo da Lionsgate, temos uma última cena mostrando o tordo se transformado, como se ele, agora, não tivesse mais limites ao seu redor, com seu círculo ao redor quebrado, e que está pronto para o que der e vier. Enfim, as luzes se acenderam e todos saíram.

Conclusão: não é meu preferido dos 3, esperava me decepcionar com ele, mas ele acabou sendo muito bom, me deixando com a sensação de que o filme conseguiu ser um pouco melhor que a primeira parte do livro. Fiquei muito satisfeito.

Deixe seu comentário do que achou do filme. Se você ainda não assistiu, quais suas expectativas? Pretende assistir no cinema? Deixe seu comentário e se gostou, ajude na divulgação. O Blog Paginando agradece.
Até a próxima página!

0 comentários:

Postar um comentário

diHITT - Notícias